Home > Teoria > Em Direção ao Acesso Livre às Publicações Acadêmicas

Em Direção ao Acesso Livre às Publicações Acadêmicas

Um dos grandes monopólios no mundo acadêmico atual ocorre no mercado de publicações científicas. As grandes editoras recebem sua matéria-prima grátis e depois cobram preços astronômicos das universidades e governos pelo acesso ao conteúdo. No caso de universidades públicas o problema é ainda mais agudo. Professores pagos por impostos da população publicam em periódicos com acesso restrito. Trabalham anos para entregar algo completamente grátis às editoras, que simplesmente organizam o processo de pareceres e, ao final, cobram somas milionárias das mesmas instituições que pagam os salários dos professores. Um verdadeiro monopólio, reforçado diariamente pela crescente competição entre acadêmicos por publicações em periódicos de maior destaque. A competição entre cientistas leva a um maior poder de mercado das editoras, as mesmas que recebem a matéria-prima grátis a ainda cobram daqueles que lhe entregam os insumos sem custos. Será que a era digital e a internet podem quebrar este ciclo pernicioso?

.

As duas principais críticas à casas publicadoras de periódicos são as seguintes. Primeiro, a seleção e a editoração de novos artigos levam meses ao até anos, enquanto que na internet o processo poderia ser concluído em alguns dias. Segundo, cada artigo publicado representa um mini-monopólio que cada cientista da área precisa ler se deseja avançar em sua própria pesquisa. Não há, assim, qualquer incentivo em baixar o preço da anuidade e as universidades permanecem presas nesta camisa-de-força. Além de pagarem altas taxas de acesso aos periódicos, ainda fornecem grátis para as editoras os artigos que serão publicados. Para ser ter uma ideia, a editora holandesa Elsevier teve somente no ano de 2011 uma taxa de retorno de quase 40%:

.

“In 2011 Elsevier, a large Dutch publisher, made a profit of £768m on revenues of £2.06 billion—a margin of 37%. Indeed, Elsevier’s profits are thought so egregious by many people that 12,000 researchers have signed up to a boycott of the company’s journals.” (The Economist – Academic journals face a radical shake-up)

.

Alguns novos modelos já se encontram em voga. Um é garantir que os artigos publicados por professores de instituições públicas se tornem obrigatoriamente conteúdo de acesso online e público. Outro modelo é cobrar uma alta taxa do cientista que publicar o artigo, e depois tornar seu conteúdo completamente aberto na internet. Mas ambos estes modelos ainda usam o processo de pareceristas (peer reviewing). Uma terceira opção tornou-se justamente eliminar o atual sistema de revisão oculta por pares (blind peer reviewing), tornando o conteúdo imediatamente disponível online para escrutínio público sem restrições:

.

“Both gold and green models involve prepublication peer review. But a third does away with even that. Many scientists, physicists in particular, now upload drafts of their papers into public archives paid for by networks of universities for the general good. (The most popular is known as arXiv, the middle letter being a Greek chi.) Here, manuscripts are subject to a ruthless process of open peer review, rather than the secret sort traditional publishers employ. An arXived paper may end up in a traditional journal, but that is merely to provide an imprimatur for the research team who wrote it. Its actual publication, and its value to other scientists, dates from its original arrival online.” (The Economist – Academic journals face a radical shake-up)

.

A internet e a digitalização do conteúdo das publicações acadêmicas representam agora a nova ameaça ao histórico monopólio das grandes editoras. É um negócio lucrativo que corre risco de extinção, para o bem geral e para a democratização do acesso à informação. Ainda mais àquela que foi gerada com recursos públicos.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s