Home > Economia e Política no Mundo > Keynesianos e Marxistas, Mais Uma Vez

Keynesianos e Marxistas, Mais Uma Vez

A crise nos EUA, que está bem longe de ter uma solução adequada, despertou os mais diversos anseios políticos entre os norte-americanos. A crescente importância dos atuais partidos de ultra-direita, como o Tea Party ou o próprio partido Republicano, relembra a república de Weimar na Alemanha dos anos 1920. Agora temos de tudo. Até Donald Trump aparece como forte candidato à sucessão presidencial. Pior que isso somente se o Roberto Justus se candidatasse ao Palácio do Planalto. Trump usa como mote de sua campanha a afirmação constante de que Obama não nasceu em território norte-americano e que, portanto, forjou sua certidão de nascimento. A isto se soma a acusação de que o sobrenome Hussain indica sua inclinação islâmica. A cada mês, Trump tem mais apoio da extrema-direita. E a extrema-direita, estimulada também por neo-cons televisivos como Glenn Beck, da Fox News, se deleita com acusações de que Obama que impor o socialismo ao povo gringo. Oxalá. A Fox News já deixou faz tempo de ser um simples canal de televisão. É um verdadeiro partido político de ultra-conservadores, bem semelhante ao que a Rede Globo faz no Brasil. Presta um verdadeiro desserviço à democracia.

Obama também cometeu grandes erros na condução da política econômica. Colocar Geithner e Summers no ministério da fazenda foi equivalente a colocar Osama Bin Laden no ministério da defesa. Um dos grandes culpados pela crise atual, ainda que poucos tenham esta percepção, foi o Bill Clinton. Ele foi o verdadeiro responsável por vender o partido Democrata à Wall Street antes de eleger-se presidente por 8 anos. Foi o democrata mais neoliberal de todos.

Agora ressurge o eterno debate entre Keynes e Marx. De um lado a idéia de que o Estado é necessário para salvar o capitalistas … deles mesmos. Keynes sabia muito bem que a maior ameaça ao capitalismo eram os próprios capitalistas. Só que os tempos agora são outros, e o intervencionismo estatal está em descrédito. Especialmente porque a crise também é fruto do keynesianismo, da expansão dos gastos do governo e de políticas monetárias expansionistas. Vale a pena relembrar o significado da crise das “ponto.com” em 2001. Eu, pessoalmente, prefiro uma leitura da corrente situação do ponto de vista de um verdadeiro conflito de classes. O neoliberalismo, assim como o definiu David Harvey, é essencialmente um projeto de classe.

Confira o vídeo abaixo, com um interessante debate entre Michael Hudson, um exemplar keynesiano, e Richard Wolff, um provocante marxista. A situação nos EUA hoje é extremamente complicada. Com o congresso dividido literalmente entre dois partidos, cada um com sua maioria no Senado ou na Casa dos representantes, pouco se avança sem grandes concessões políticas. O nível da dívida pública atinge patamares recordes a cada dia. O Estado, perfeito bode expiatório,  está em xeque. O partido Democrata, refém dos banqueiros. Afinal, os bancos usaram muito bem o dinheiro que receberam do governo: o usaram para comprar títulos da dívida do Tesouro (!!) e o usaram também para subornar o congresso e garantir que nenhuma re-regulamentação vai ser colocada em prática. Dá para acreditar em um negócio como este? Os bancos usaram o dinheiro do trilhardário “bailout”  não para emprestar a quem quer investir, mas sim para comprar a dívida pública do próprio governo que, por conta do bailout, aumentou enormemente! Incrível. Mais trágico do que isso só o caso do Brasil mesmo, que segue com a maior taxa de juros real do mundo. E que continua amamentando um setor financeiro privado que pouco faz, a não ser emprestar para o governo.

.

.

(*) Agradeço ao colega Ian Seda por ter enviado o link do vídeo.

.

.

  1. No comments yet.
  1. 17 May, 2011 at 17:52

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s