Home > Teoria > Quando a Economia Cresce, Quem Ganha? A Distribuição Pessoal da Renda nos EUA: 1917-2008

Quando a Economia Cresce, Quem Ganha? A Distribuição Pessoal da Renda nos EUA: 1917-2008

Não é difícil entender que o nível de renda nacional de um certo país cresça significativamente ao longo das décadas. Contudo, não é tão fácil entender como tal renda se distribui entres os vários indivíduos que compõem tal economia. Na teoria econômica existem dois métodos principais para mensurar a distribuição de renda. O primeiro é o da distribuição funcional da renda, que mostra a distribuição da renda nacional através do pagamento de lucros, salários, rendas, dividendos e juros; ou, simplesmente, a remuneração dos fatores produtivos. Esta medida é importante quando alguém quer saber se, por exemplo, a parcela dos salários totais aumentou ou diminuiu em relação à parcela dos lucros totais. O segundo método é o da distribuição pessoal da renda, que mostra a distribuição da renda nacional entre os indivíduos que compõem a economia. Bons exemplos de distribuição pessoal da renda são a curva de Lorenz e o coeficiente de Gini. Em outros termos, a distribuição funcional mede a renda do ponto de vista de classes (ou dos proprietários dos fatores produtivos), enquanto que a distribuição pessoal mede a renda do ponto de vista dos indivíduos e das famílias. Ambas medidas se complementam.

Para ver um bom exemplo do que consiste medir a renda do ponto de vista dos indivíduos, clique aqui para ir a uma excelente página criada pelo Working Policy Institute com a distribuição pessoal da renda nos EUA, de 1917 a 2008. São, portanto, 91 anos de dados. O gráfico é interativo e, movendo-se a barra superior, pode-se ver como a renda nacional se distribuiu entre indivíduos nos seguintes estratos: 90% mais pobres, 10 a 5% mais ricos, 5% mais ricos e 1% mais ricos. Os dados originais foram computados por Emmanuel Saez, da University of California, Berkeley, e podem ser encontrados aqui: http://www.econ.berkeley.edu/~saez/TabFig2008.xls

Os dados de Saez e do gráfico do Working Policy Institue deixam mais do que claro que o crescimento econômico nos EUA se deu nos últimos anos acompanhado de um imenso aumento da desigualdade na distribuição da renda pessoal. Deve-se ter em conta que o cenário norte-americano é muito parecido com aquele da década de 1920, que antecedeu o crash de 1929.

Este post segue na linha de outros dois posts mais antigos aqui do Marx21: “Aumento de Desigualdade nos EUA é Inédito em sua História” e “Financeirização e Distribuição de Renda

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s