Home > Teoria > Os Modelos Macro, A Crítica de Lucas e os Novos Modelos DSGE

Os Modelos Macro, A Crítica de Lucas e os Novos Modelos DSGE

Confira aqui um ótimo texto que resume de uma maneira interessante a história da macroeconomia desde a crítica de Lucas na década de 1970. O autor mostra bem a razão da crítica aos chamados modelos macro agregados e como as novas abordagens baseadas nos micro-fundamentos ganharam espaço no debate acadêmico. O próximo passo foi a criação dos modelos de ciclos reais. Nos últimos anos a escola do RBC, não obstante, cedeu lugar a uma nova geração de modelos mais complexos, os modelos DSGE. Mas seriam tais novos modelos de fato superiores ao modelos macro que continuaram a seguir a linha teórica dos modelos agregados pré-crítica de Lucas? Esta é uma questão interessante, e sua resposta evidencia como a trajetória do pensamento econômico está longe de seguir um padrão evolutivo linear.

.

Clique aqui para ler o artigo completo “The Emperor Has no Clothes” de James Morley.

.

(*) Agradeço ao colega Josh Mason por ter enviado o link.

.

.

.

.

.


  1. Aquiles Melo
    3 August, 2010 at 13:28

    Interessantíssimo essa discussão. O Robert Solow fez uma crítica recentemente em sua fala no comitê de ciência e tecnologia (link aqui: http://democrats.science.house.gov/Media/file/Commdocs/hearings/2010/Oversight/20july/Solow_Testimony.pdf).

    Mas Tommás, qual sua opinião à respeito desses modelos?

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s