Início > Economia e Política no Mundo > Os Minérios do Afeganistão

Os Minérios do Afeganistão

Para deixar claro que os EUA não invadiram o Afeganistão a fim de “expandir a democracia” no mundo, nada melhor do que ouvir as próprias palavras do general Petraeus, que comandou na linha de frente as tropas norte-americanas. Em recente entrevista, o general afirma categoricamente que o Afeganistão possui riquezas minerais no valor de trilhões de dólares, mas que as corporações dos EUA somente podem delas se aproveitar se houver a devida segurança militar que garanta o retorno dos investimentos.

.

.

.

O grande compromisso do exército norte-americano está em garantir a lucratividade de empresas norte-americanas em outros países, entre eles o Afeganistão. Como acaba de afirmar o general Petraeus:

“… of course Afghanistan is blessed with the presence of what are trillions, with an ‘s’ on the end, trillions of dollars’ worth of minerals if and only if you can get the extractive technology, the human capital operated, the lines of communication to enable you to get around the country and all the rest of that. Very big ‘if’, and of course there is a foundation of security that would be necessary on which to build all of that. But again, the prospects are very significant if you can achieve objectives …”

Traduzindo para o português:

” … é claro que o Afeganistão foi abençoado com a presença de minerais avaliados na casa dos trilhões, no plural mesmo, de dólares mas se, e somente se, usarmos a tecnologia de extração, o capital humano, as linhas de comunicação que nos permitam mover pelo país e todo o resto. É um grande ‘se’ e é claro há o alicerce da segurança que seria necessário para construir tudo isso. Mas veja, as expectativas são muito significantes se pudermos alcançar tais objetivos …”

Palavras estas do general que comandou o exército dos EUA no Afeganistão, uma guerra que começou em 2001 e que já soma 12 anos de história. Com tais palavras, ditas com toda a clareza e franqueza, fica evidente que a guerra no Afeganistão não tem nada a ver com patriotismo, terrorismo internacional, ou Bin Laden. A guerra no Afeganistão é parte necessária de um projeto maior de expansão do capital norte-americano sobre os recursos minerais daquele país. O exército está lá para garantir a segurança militar e o  retorno do investimento das grande corporações norte-americanas.

A causa principal da invasão no Afeganistão são os lucros das corporações privadas dos EUA, que almejavam avançar sobre os recursos minerais daquele país, estimados em um negócio de trilhões de dólares. Entre os minerais estão lítio, ferro, ouro, cobalto e nióbio.

.

Veja abaixo os 30 segundos da entrevista do general Petraeus no programa “Meet the Press” de 2012:

.

.

.

Abaixo um rápido vídeo do LinkTV sobre o mesmo assunto:

.

.

.

.

.

.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 253 outros seguidores